Gaz: Acidentes

GasO gás dos aparelhos domésticos ao ser queimado incorrectamente, devido à má instalação ou deficiente regulação, pode levar à acumulação de monóxido de carbono, um gás tóxico.

Tanto o gás canalizado como o de garrafa podem provocar asfixia e quando misturados com o ar, dar origem a explosão ou incêndio.

Para prevenir acidentes siga as recomendações e divulgue-as.

Regras de segurança na instalação, reparação e manutenção:

Adquira apenas aparelhos a gás que estejam normalizados e certificados;
Recorra a técnicos qualificados para a instalação, reparação e manutenção dos aparelhos. Não faça improvisos;
Os tubos de borracha e braçadeiras de instalação devem ser adequados e substituídos periodicamente;
Mantenha limpas as chaminés e os exaustores;

O que nunca se deve fazer:

Instalar aquecedores na casa de banho;
Sair de casa com o esquentador ligado;
Deixar o fogão em funcionamento quando se ausentar. O derrame de líquidos a ferver pode apagar os queimadores, mantendo-se a libertação de gás;
Pendurar roupa ou outros objectos nos tubos de gás;
Guardar as garrafas de gás em caves ou junto a fontes de calor;
Deitar as garrafas de gás. (Coloque-as sempre com o redutor para cima);
Deixar aberta a válvula de segurança do contador (gás canalizado) ou do redutor (gás de garrafa), quando se ausentar;

Se cheirar a gás:

Corte imediatamente o fornecimento de gás, fechando a válvula ou o redutor;
Não ligue nem desligue interruptores ou equipamentos eléctricos;
Se utilizar uma lanterna ligue-a e desligue-a no exterior;
Não fume. Apague qualquer chama;
Ventile o local, abrindo portas e janelas, até que o cheiro desapareça completamente;
Nunca procure uma fuga de gás com uma chama. Utilize água com sabão;

Contacte o Piquete de Segurança da entidade fornecedora de gás.

Se houver chama:

Nunca ponha a sua vida em perigo;
Se não correr risco retire do alcance das chamas tudo o que possa arder;
Corte imediatamente o fornecimento de gás, fechando a válvula ou o redutor;
Se necessário ligue para 112 ou Bombeiros;

Efeitos prejudiciais à saúde:

Muitos acidentes domésticos são devidos ao efeito do monóxido de carbono, gás tóxico, sem cheiro e sem cor. As queixas vão desde dores de cabeça, falta de forças, vertigens, sonolência e, eventualmente, vómitos, seguindo-se pele arroxeada e perda de conhecimento. Pode levar à morte caso não seja socorrido a tempo. Suspeite que pode ser uma vítima. Um ligeiro mal-estar pode evoluir para uma apatia que o impeça de fugir do local.
Lembre-se que as braseiras, lareiras e salamandras levam à acumulação deste gás nos locais mal ventilados.
Devido ao seu cheiro característico são mais raros acidentes por gás canalizado ou de garrafa, contudo, também constituem um perigo para a saúde.

Se suspeitar que alguém é vítima do monóxido de carbono ou gás:

Entre com a respiração contida. Se não o fizer corre o risco de perder os sentidos;
Areje o local;
Se necessário volte ao exterior para respirar fundo;
Entre de novo e retire a vítima para local arejado;
Desaperte-lhe as roupas que dificultam a respiração;
Corte o fornecimento de gás;
Ligue para o 112 ou Centro de Informação Anti-Venenos. Siga as indicações dadas;

Mantenha fora do alcance das crianças líquidos inflamáveis, velas, fósforos ou isqueiros. Se for de viagem feche as torneiras do gás e o contador da electricidade. Tenha um extintor em casa. Aprenda a usá-lo e faça a revisão periódica.

Em caso de incêndio ligue de imediato 112 ou para os Bombeiros

Imprimir Email